Graduação e pós: saídas inteligentes para o auto-desenvolvimento e melhores rendas no mercado

0 66

Dados da 54ª edição da Pesquisa Salarial, conduzida pela Catho Educação, com mais de 2 milhões de profissionais, de mais de 25 mil empresas em 4.063 cidades de todo país, concluíram, em 2018, que as pessoas que fazem opção por ter pós-graduação ganham até 47,2% a mais do que as pessoas que não tem pós. E as pessoas que possuem uma graduação, recebem, em média, 25% a mais do que quem não tem formação superior.
Somados, esses dois percentuais de ganhos por se ter uma formação e uma pós, fazem com que as pessoas nem precisem mais pensar duas vezes na hora de decidir entre ter uma graduação e/ou uma pós.
Além da graduação e de a pós agregarem ao trabalhador em termos salariais, fará com que este aprimore ainda mais sua expertise na área de atuação, fazendo com que este possa oferecer mais qualidade, eficiência e criatividade na função profissional, o que acaba por redundar em avanços importantes.
Investir em educação é, com certeza, o passo mais importante para quem almeja atingir seus objetivos na carreia escolhida.
Não podemos mais ficar perdidos no tempo em que uma formação era concluída, tinha tempo para começar e terminar. Hoje em dia, não, a formação é continuada, tem pós, MBA, mestrado, doutorado etc. Quem estaciona no aspecto educacional, fica para traz, pois, o mundo avança numa velocidade muito maior do quem em décadas passadas e a tendencia é de que esta velocidade só aumente.
Fazer uma pós-graduação, hoje em dia, ficou muito mais fácil, pois o modelo EaD tem atendido bem as pessoas que vivem na chamada “correria”. Por exemplo, pela Unicesumar, a pessoa pode concluir uma pós-graduação em apenas oito meses. Tudo é feito online: as aulas, as provas e não é necessário fazer o TCC – Trabalho de Conclusão de Curso.
A gama de conhecimento que o aluno adquire o deixa mais focado e com habilidades para as ações essenciais ao bom andamento dos projetos que as empresas desempenham e que dependem do profissional.
Por isso, concluo dizendo para que você não fique parado, ingresse em uma pós. E se ainda não é graduado, ingresse em um curso superior. Isso fará bem a você, pois além de ampliar sua visão de mundo e da profissão a qual escolher, vai te proporcionar a oportunidade de fazer inferências profissionais contributivas, o que interfere de forma bastante positiva em sua estima pessoal. Estude pelos ganhos melhores, mas estude, sobretudo, para que você também esteja melhor em aspectos que não só o financeiro.
Texto: Fernando Pereira – Jornalista.

Loading...